Medidor de Voume em Esterias Marrari Volume X

Tecnologia: medição de volume em esteiras transportadoras

Tecnologia - 08/12/2020

Medir o volume de materiais a granel sobre esteiras transportados é uma alternativa que apresenta muitas vantagens em relação aos métodos tradicionais, balanças integradoras que utilizam células de carga. As principais são as seguintes:

  • Facilidade de instalação;
  • Robustez operacional;
  • Mede com precisão produtos de qualquer densidade (palha de cana, bagaço, minério, biomassa, etc);
  • Precisão não é afetada pelas variações de carga do transportador;

Conhecer a quantidade de material é importante em qualquer processo industrial. Prova disso são as soluções desenvolvidas: balanças rodoviárias, balanças de fluxo, balanças integradoras, pesagem estática, pesagem dinâmica, balanças que utilizam radioisótopos, enfim, um sem número de opções aplicadas às mais diferentes situações. Cada opção apresenta vantagens e desvantagens que devem ser consideradas para se construir a melhor solução: 

  • capacidade, 
  • custo, precisão,
  • manutenção,
  • frequência de calibração, 
  • facilidade de instalação, etc, etc. 

Neste artigo vamos focar as aplicações onde é necessário quantificar materiais em movimento em esteiras transportadoras. Nestas aplicações a solução tradicional é a pesagem por meio de células de carga instaladas sob a estrutura dos roletes de apoio da esteira. As dificuldades dessa solução são de ordem mecânica e de quantidade de produto transportado. O uso de células de carga exige roletes especiais, balanceados dinamicamente, exige que a estrutura mecânica não se deforme com a variação de carga no transportador, exige que a distribuição do material ao longo da esteira seja significativamente maior que o peso do conjunto esteira mais apoios, exige que a tensão da esteira não afete a pressão sobre os roletes, vibrações podem ser interpretadas como variação do peso da carga, enfim há uma série de condições que afetam drasticamente o desempenho do conjunto.

Uma solução inovadora foi apresentada ao mercado há cerca de 15 anos: medição do VOLUME de material transportado. Os produtos da linha MR 600 Volume-X podem ser aplicados em esteiras com qualquer largura e também em transportadores redler. Entre outras essas são algumas das vantagens do sistema de medição de volume:

  • Não exige roletes balanceados;
  • A carga na estrutura mecânica não afeta o desempenho do sistema;
  • Não existe limite mínimo de carga sobre a esteira, o scanner é capaz de efetuar leituras precisas mesmo com cargas pequenas;
  • O tensionamento da esteira não afeta as leituras;
  • Imune às vibrações do conjunto;
  • Capacidade para medir materiais de baixa densidade;
  • Capacidade para medir materiais de alta densidade;
  • Variações bruscas na quantidade de material não afeta o desempenho;

Estas são características que facilitam enormemente a aplicação dos medidores de volume.

As aplicações são as mais diversas:

  • Volume de biomassa na alimentação de caldeiras;
  • Volume de bagaço de cana na saída da moenda;
  • Volume de minérios na indústria cimenteira;
  • Volume de palha de cana picada;
  • Volume de grãos (soja, milho, etc.);
  • Volume de cana desfibrada na entrada da moenda;
  • Volume de componentes minerais na indústria de adubos;
  • Volume de minérios nas mineradoras de ferro, manganês, calcário, etc.;
  • Volume de bagaço de cana para cálculo de consumo e estoque em usinas de cogeração;
  • Volume de cavacos de madeira na indústria de celulose e papel incluindo o cálculo de densidade de cavacos de madeira;

Veja alguns exemplos mostrados abaixo e nos consulte sobre a sua aplicação.

Autor:

Celso Martini

Diretor Comercial Marrari Automação

Chat
1
Olá tudo bem?
Como podemos te ajudar hoje?
Send this to a friend