Como secar madeira

Madeira: por que secar?

Madeira - 12/01/2021

Para entender como secar madeira, é importante saber diversos fatores de como ela é composta e como ela se comporta. Vamos conhecer?

Bastante diferente de outros materiais como concreto ou aço, cuja disposição de partículas tende à uniformidade, a madeira é um material extremamente heterogêneo e provém de algo que até então era vivo e dinâmico. O desenvolvimento das plantas está diretamente relacionado à disposição e ao movimento da água entre raiz e folhas, pois é a água o meio de transporte dos nutrientes necessários para o seu crescimento. Abaixo, a figura mostra exemplos de homogêneas microestruturas de concreto e aço e a heterogeneidade na microestrutura ou anatomia da madeira.

A quantidade de água na madeira pode variar muito, a depender da espécie, idade, condições climáticas em que a planta cresceu, condições climáticas onde a peça se encontra e é armazenada, etc. A secagem é uma forma de padronizar a umidade da madeira e, consequentemente, garantir qualidade do material. Esta providência garante maiores facilidades no processo de transformação, controle da massa transportada e comercializada e evita problemas de biodegradação e estabilidade no uso futuro da madeira – seja o produto final sólido ou transformado em painéis, papéis, biomassa ou combinada com outros materiais.

Poder-se-ia listar, resumidamente, os principais motivos pelos quais a secagem é essencial:

  1. Estabilidade dimensional

Quando recém cortada, a madeira começa a secar naturalmente até que entre em equilíbrio com o ambiente em que se encontra. Em um processo de secagem, primeiramente, o material elimina a água livre que permanece armazenada nos meandros, canais e espaços vazios das células. A partir de determinado momento, a madeira começa a eliminar também a água que se encontra nas paredes celulares e este fenômeno é acompanhado de contração da peça. O objetivo da secagem é controlar este movimento. Dentro das possibilidades do processo industrial e conhecendo as condições ambientais do destino da peça, adianta-se tal contração e assegura-se que o movimento em extremidades, móveis, ligações e encaixes seja desprezível e não comprometa o projeto final.

Uma vez não condicionada a estabilidade dimensional através da secagem, são comuns defeitos como rachaduras e empenamentos; muitas vezes decisivos para o descarte das peças trabalhadas.

  1. Resistência mecânica

Além de evitar os defeitos como rachaduras e empenamentos, a secagem contribui para maior resistência mecânica da madeira e eleva a capacidade de fixação de pregos.

  1. Acabamentos

O uso de acabamentos como pinturas e vernizes também requer cuidados na secagem. É bastante comum que fabricantes de tintas e vernizes recomendem evitar sua aplicação em superfícies úmidas.

  1. Agentes biodegradadores

Diversos tipos de bactérias e fungos manchadores e apodrecedores se desenvolvem melhor e de maneira mais rápida na madeira com maiores teores de umidade. A secagem gera proteção contra este tipo de agentes biodegradadores.

  1. Custos de transporte

A secagem da madeira contribui para evitar o transporte de água desnecessariamente e reduz custos de logística, uma vez que as cargas se tornam mais leves e proveitosas.

  1. Controle fitossanitário

A secagem também tem função de matar fungos e insetos que possivelmente se instalam na madeira. O processo pode exercer inclusive função de tratamento fitossanitário e cumprir exigências para comercialização internacional de madeira, se cumprir determinadas exigências de estrutura e processo (relacionadas principalmente a equipamentos calibrados e variáveis de temperatura e tempo controladas).

  1. Exigências ambientais e internacionais

Em meio às exigências aos cuidados ambientais cada vez mais severas, é importante destacar também a necessidade da valorização e agregação de valor a um material biodegradável como a madeira. Sabe-se que a disponibilidade de florestas nativas vem diminuindo e que é preciso otimizar o aproveitamento e rendimento da madeira de florestas plantadas; evitando ao máximo quaisquer desperdícios. A secagem é um dos processos que contribui para esta otimização.

Outrossim, é essencial pensar a secagem da madeira destinada ao comércio internacional, já que o Brasil é grande exportador do material. A qualidade da madeira – grandemente determinada pela secagem, como descrito anteriormente – é condição determinante para a continuidade, segurança, êxito ou fracasso das operações internacionais de comércio de madeira que tanto participam do balanço econômico brasileiro.

Por fim, remanesce talvez o questionamento: como secar a madeira? A Marrari apresenta uma grande linha de sistemas, entre controladores e gerenciadores, que pode contribuir para realizar o processo de secagem com excelência e expertise.

Clicando aqui você pode conhecer um pouco mais sobre cada um destes produtos.

Autora:

Elisa Pizzaia Goltz

Engenheira Industrial Madeireira (UFPR, 2014)

Mestre em Engenharia Florestal (UFPR, 2018)

Gerente de qualidade/técnica do laboratório Umilab na Marrari Automação

3
Chat
1
Olá tudo bem?
Como podemos te ajudar hoje?
Send this to a friend