M75D – Medidor de Umidade e Densidade para Biomassa e Granulados

M75-D é um medidor de umidade e densidade para biomassa e granulados que reúne no mesmo instrumento a medição desses parâmetros em materiais granulados ou particulados. Esses são dados essenciais para caracterizar cavacos de madeira utilizados na produção de celulose ou na avaliação da capacidade de produção de energia de biomassa.

Vantagens

O M75 – D é um laboratório portátil, para ser usado em campo. Montado num prático conjunto que facilita o seu transporte em chão de fábrica engloba os seguintes itens:

  • Medidor de umidade M75;
  • Balança de plataforma;
  • Pá para enchimento;
  • Régua niveladora;
  • Bateria recarregável com grande autonomia (dispensa o uso de energia da rede);

PRECISÃO

As leituras de umidade apresentam erro médio máximo de 3% ou 5% de erro de fundo de escala quando utilizado com materiais de granulometria e composição uniforme.

 

DENSIDADE

O M75 – D mede e calcula instantaneamente a densidade aparente do material. Este valor é de grande importância para a determinação da quantidade de álcalis necessária no processamento dos cavacos de madeira. A aplicação da quantidade correta de álcalis garante um KAPPA estável e mais baixo, tempos de processo otimizados, redução na perda de fibras e redução de palitos.

Características Gerais do M75D

  • Volume de amostrade até 35 Litros
  • Medição de Umidade de 3 a 70% BU, resolução 0,1%
  • Medição de Peso de até 30kg, resolução 10g
  • Bateria recarregável com autonomia de 8 horas uso contínuo
  • Comunicação via porta USB + canal Wireless
  • Dimensões de 350 x 450 mm + plataforma 400 x 400 mm
  • Peso do equipamento de 15KG

Aplicações do M75D

  • Umidade e densidade de cavacos para celulose
  • Umidade de biomassa para combustível
  • Umidade de bagaço de cana para combustível
  • Umidade e densidade de cavacos para MDF e MDP
  • Avaliação instantânea do PCU
  • Comércio de biomassa

Peça já seu orçamento

Dúvidas Frequentes

Posso mandar Material para o Laboratório da Marrari para gerar receitas?

Sim. Quando um cliente compra um medidor, além do acesso ao banco de dados das receitas já criadas, o mesmo ganha direito a criação de infinitas receitas caso ele mesmo faça a coleta de dados (caso tenha laboratório) ou a uma receita com coleta de dados no Umilab. Se for necessário criar mais de uma receita extra com coleta de dados na Marrari, o serviço é cobrado.

Com que frequência devo fazer manutenção preventiva nos equipamento?

Anualmente

Caso esqueça na tomada fim de semana, vai danificar a bateria ou causar explosão?

Não.

Os medidores da Marrari são certificados?

Quando falamos em certificado, é necessário especificar se o interesse é no certificado de produto ou no certificado de calibração. O certificado do produto garante que a fabricação de um determinado equipamento segue uma determinada portaria do INMETRO e pode ser compulsória ou voluntária. O certificado de calibração relata o quanto a medida de um determinado equipamento difere da medida padrão do INMETRO. A Marrari não tem certificado de produto para os seus medidores, pois não existe portaria no INMETRO para este tipo de produto. O certificado de calibração pode ser emitido, mas deve ser solicitado ao laboratório da Marrari Umilab.

Existem outras variáveis que afetam a leitura do meu medidor como a temperatura?

Sim, o método dielétrico e princípio capacitivo que usamos é afetado por três coisas: umidade, tipo de material exposto ao sensor e temperatura. Mas não se preocupe: selecionando a receita/densidade correta para cada material eliminamos a variável tipo de material e da temperatura nós cuidamos, compensando esta variação na eletrônica dos equipamentos.

Quando efetuo uma compra, o frete é por conta da Marrari?

Não.

Qual é o tempo de garantia da manutenção?

3 meses.

Qual é o tempo de garantia das peças?

6 meses.

Qual é o tempo de garantia dos medidores portáteis?

6 meses.

Quando o equipamento não é considerado em garantia?

A garantia não cobre problemas causados por descargas elétricas, má utilização do equipamento, condições inadequadas de uso (como quedas, exposição a temperaturas elevadas ou umidade excessiva, imersão em líquido, exposição à chuva ou demais intempéries), equipamento com o lacre rompido e/ou com sinais de intervenção e/ou manutenção de terceiros.

Quando o equipamento é considerado em garantia?

A Garantia cobre os custos de manutenção, reparo ou substituição quando o equipamento apresenta mau funcionamento devido à defeito de fabricação e está dentro do período de garantia estipulado para aquele equipamento, não estando inclusas as despesas com frete.

A garantia arca com os custos de frete?

Não.

Quais são as condições de pagamento para a compra de peças?

O faturamento está atrelado à consulta e liberação do Departamento Financeiro da Marrari:

-> de R$300,00 a R$399,00 – boleto para 15 dias

-> de R$400,00 a R$499,00 – boleto para 21 dias

-> de R$500,00 a R$1.000,00 – boleto para 28 dias

-> de R$1.000,00 a R$3.999,000 – parcelamento via boleto em até 4 vezes

-> acima de R$4.000 – parcelamento via boleto em até 6 vezes.

As NFs de faturamento das calibrações, manutenções de equipamentos e visitas técnicas são emitidas como Nota Fiscal de Serviço ou de Venda?

NF de serviço.

Qual é o valor de compra mínimo para o faturamento de peças?

R$ 250,00.

É necessário emitir nota fiscal para enviar o equipamento para calibração ou manutenção?

Sim.

Porque na proposta ou pedido o software aparece como um item separado?

Para que sobre o software não incida IPI, pois é um item isento de tributação.

A Marrari empresta equipamentos de reserva?

Não.

Como faço pra enviar um equipamento para manutenção?

1) Abra seu pedido de manutenção em portal.marrari.com.br; 2)Envie o medidor para a Rua Piauí, 1072 em Curitiba/PR; 3) Aguarde o contato da Naiara esclarecendo os custos de manutenção; 4) Aprove ou não os custos de manutenção; 5) Informe qual é a sua transportadora de preferência para a devolução do equipamento. GERAL: Acompanhe todo este processo no portal da Marrari: portal.marrari.com.br.

Como funciona o serviço de criação de receitas?

Há três opções para a criação de receitas. Se o cliente tem laboratório, pode fazer a coleta de dados orientada pelo Umilab na sua própria empresa e a seguir mandar os dados para que o Umilab gere a receita. Caso o cliente não tenha laboratório, pode solicitar um orçamento para este serviço através de posvendas@marrari.com.br.

Como é a cobrança dos custos de viagem do técnico para instalação?

Nossa equipe técnica monta uma previsão de orçamento com despesas de viagem (estadia, deslocamento e alimentação), horas trabalhadas (podem ser horas técnicas ou horas de engenharia, dependendo do caso) e horas viajadas (técnicas ou de engenharia). Esta previsão de orçamento é enviada ao cliente, pré-aprovada e a visita acontece. O técnico finaliza a visita através de um relatório junto do cliente.

Atendimento via telefone é cobrado?

Não. Você pode marcar treinamentos gratuitos a qualquer momento com nossa equipe de pós-vendas via Skype ou telefone. Entre em contato com posvendas@marrari.com.br.

Como faço para enviar um equipamento para calibração?

1) Peça um orçamento para naiara@marrari.com.br; 2) Aprove o orçamento; 3) Envie o medidor para a Rua Piauí, 1072 em Curitiba/PR; 4) Aguarde o contato da Naiara comunicando se há necessidade de manutenção e esclarecendo os custos de manutenção; 5) Aprove ou não os custos de manutenção; 6) Informe qual é a sua transportadora de preferência para a devolução do equipamento. GERAL: Acompanhe todo este processo no portal da Marrari: portal.marrari.com.br.

Quanto tempo leva a criação de uma receita para meu equipamento?

7 dias úteis.

Quanto tempo leva a calibração de um equipamento?

7 dias úteis.

Qual norma segue a criação de receitas / calibração?

Segue a NBR 14929 (Madeira – Determinação do teor de umidade de cavacos – Método por secagem em estufa).

Quais condições invalidam a calibração? (reset, ajuste dos parâmetros, ajuste na receita, troca de componente, etc)

Qualquer tipo de ajuste pode interferir na calibração, desde ajustes na receita até troca de componentes eletrônicos.

É necessário enviar amostras para realizar a calibração?

Sim. É criada uma função de medição específica para o material utilizado, a qual a seguir é validada com o certificado de calibração.

Como solicito a via digital do certificado de calibração ou dos padrões usados pelo Umilab?

Todos os certificados dos padrões estão disponíveis neste link.

Como solicito a via digital do meu certificado de calibração ou laudo de verificação do equipamento?

Após passar pela calibração, o equipamento é devolvido junto com uma versão impressa do certificado, mas se você quiser, pode solicitar a versão digital enviando um e-mail para calibracao@marrari.com.br

Com qual frequência devo enviar meus equipamentos para calibração?

A decisão de periodicidade de calibração é tomada pelo cliente. É o Sistema de Gestão da Qualidade de quem usa o equipamento que define de quanto tem quanto tempo a calibração será realizada. Entretanto, como conhecemos bem as situações em que nossos equipamentos operam, sugerimos calibração anual.

Existe custo adicional para emitir o certificado de calibração para mais de um tipo de material / mais de uma receita?

Sim. Para cada material adicional serão cobrados mais R$250,00.

A calibração é válida para todas as receitas/densidade no meu equipamento?

Não. O certificado de calibração mostra a incerteza do seu equipamento naquele determinado momento, para determinado material, usando determinada receita. Se você quiser, pode enviar junto do seu medidor mais de um material e as receitas usadas para cada um. Assim conseguimos certificá-lo para que seja usado com aquelas receitas para aqueles materiais.

Para que serve um certificado de calibração?

O certificado de calibração relata o quão diferentes são as leituras do seu equipamento das leituras padrão ou valores padrão estabelecidos pelo INMETRO.

Qual o NCM dos equipamentos?

O NCM dos equipamentos e medidores de controle da Marrari são:

  • Equipamentos de controle: NCM 9032.8989
  • Medidores de umidade: NCM 9031.8099

Cada peça comercializada tem o seu NCM. Os principais são:

– CLP GP3011 – 8537.10.20

– Placa GP3 ESM – 8537.10.20

– Placa GP3 ESM/CON2 -8537.10.20

– Fonte 80FF_12Vcc – 8542.31.90

– Interface de Comunicação IC-091-com – 8542.31.90

Qual o IP dos equipamentos?

A tabela anexa descreve como determinar o IP de cada equipamento. Tomando por base o painel Marrari, por exemplo, o IP é igual a 20. Depois, para cada item deverá ser avaliado de acordo com os dados do fabricante.

Para que serve um certificado de calibração?

O certificado de calibração relata o quão diferentes são as leituras do seu equipamento das leituras padrão ou valores padrão estabelecidos pelo Cgcre do INMETRO.

Tem que zerar o medidor de umidade a cada medição?

Não. É recomendado zerar os medidores de umidade apenas quando o sensor mostra leitura diferente de 1000 +-200 bits quando está vazio.

 

Devo chacoalhar e compactar a amostra no balde?

Não. Deixe a gravidade fazer seu serviço. Apenas jogue o material sobre o balde até transbordar e no final tire o excesso.

Tem que encher o balde até a “boca”? Porque?

Sim, pois é necessário padronizar a utilização do equipamento para evitar um erro maior, ou seja, quando criamos alguma receita, enchemos o balde até a “boca” para que todo sensor seja perturbado e seja possível associar o número de BITS a umidade do laboratório.

Se eu encher o M75 (balde) de água, indica 100% de umidade em base úmida?

Não. O balde tem uma faixa de medição de 3 a 75% bu. Além disso, a leitura da umidade é ajustada através de uma função de medição para cada tipo de material. Nunca foi criada uma função de medição (receita) para “nenhum material” ou apenas água.

Quantas amostras para o M75 preciso pegar no caminhão?

Recomendamos que você faça três análises com o M75 por caminhão. Esta resposta depende de quão certo você quer estar sobre a determinação da umidade. Coletando três amostras (baldadas) por caminhão, você pode ter 95% de certeza de que seu equipamento lê a umidade com erro de mais ou menos 1 desvio padrão.

Qual a vantagem do princípio dielétrico para a medição da umidade em relação a outros como o NIR?

A maioria dos métodos secundários para a medição da umidade como o princípio capacitivo, o NIR, o método dielétrico com princípio de microondas, etc… São métodos não destrutivos e aplicáveis em linha. A diferença entre o princípio capacitivo que usamos e o NIR é que o NIR permite a análise superficial de amostras (o equipamento pode “mentir” pra menos, já que o material da superfície é mais seco). A diferença entre o princípio capacitivo e o princípio de microondas é o menor preço e a maior segurança.

Os medidores da Marrari são certificados?

Quando falamos em certificado, é necessário especificar se o interesse é no certificado de produto ou no certificado de calibração. O certificado do produto garante que a fabricação de um determinado equipamento segue uma determinada portaria do INMETRO e pode ser compulsória ou voluntária. O certificado de calibração relata o quanto a medida de um determinado equipamento difere da medida padrão do INMETRO. A Marrari não tem certifiado de produto para os seus medidores, pois não existe portaria no INMETRO para este tipo de produto. O certificado de calibração pode ser emitido, mas deve ser solicitado ao laboratório da Marrari Umilab.

Com que frequência devo fazer manutenção preventiva nos equipamentos?

Anualmente.

Caso esqueça na tomada fim de semana, vai danificar a bateria ou causar explosão?

Não.

Existem outras variáveis além da umidade que afetam a leitura do meu medidor, como por exemplo, a temperatura?

Sim, o método dielétrico e princípio capacitivo que usamos é afetado por três coisas: umidade, tipo de material exposto ao sensor e temperatura. Mas não se preocupe: selecionando a receita/densidade correta para cada material eliminamos a variável tipo de material e da temperatura nós cuidamos, compensando esta variação na eletrônica dos equipamentos.