Geral: Passar o dia sentado pode ser prejudicial para a saúde

Geral - 16/05/2019

Passar o dia sentado pode se tornar um problema para a saúde do seu corpo.

A boa notícia é que, ao saber quais posições são mais prejudiciais e quais costumes devem ser evitados, um pouco de disciplina e atenção será suficiente para uma mudança na rotina.

Qualquer posição em que ficamos por um tempo prolongado, seja sentado ou até de pé, é prejudicial. Quem fica sentado dificilmente se manterá reto durante uma jornada média de seis ou oito horas por dia.

Veja no infográfico abaixo quais os principais pontos afetados pelo tempo prolongado em uma só posição:

Algumas dicas para evitar incômodos ao passar o dia sentado

  • No caso dos joelhos, o ideal é que eles fiquem flexionados num ângulo de aproximadamente 45 graus, ou seja, levemente esticados. Assim, a pressão sobre a articulação é menor do que se eles estivessem dobrados a 90 graus ou mais.
  • A dica dos joelhos, porém, deve ser acompanhada de um cuidado com tornozelos e pés. Como o indicado é que a planta dos pés esteja sempre totalmente apoiada, ao deixar os joelhos flexionados em 45 graus será necessário um apoio para os pés com a mesma inclinação, como se fosse uma pequena rampa. Assim, você garante plantas apoiadas sem forçar os tornozelos.
  • Para a coluna, prefira cadeiras que ofereçam encosto para toda a extensão das costas. Além disso, uma pequena almofada ou apoio na altura da lombar ajudam a diminuir a pressão na região.
  • Outros dois ajustes são bem-vindos. Um deles é a altura da cadeira: é importante que o quadril esteja na mesma altura do joelho. O outro ponto é que o centro do monitor do computador fique alinhado com a altura dos seus olhos, diminuindo as chances de você se curvar e flexionar a coluna sem perceber. 
  • Por último, uma simples e rápida caminhada durante o trabalho já traz benefícios ao seu corpo. Levantar da cadeira nem que seja para ir até a mesa do colega de trabalho já é suficiente para aliviar aquela pressão sobre suas articulações. 

*Fontes: Fellipe Savioli, ortopedista e médico do esporte; Rafael Souza, diretor clínico do Instituto Trata Villa-Lobos e fisioterapeuta titular da Santa Casa de São Paulo. 

Autor: Paulo Martini – Diretor Administrativo – Marrari Automação

Chat
1
Olá tudo bem?
Como podemos te ajudar hoje?
Send this to a friend